terça-feira, 11 de março de 2008

MPM, a Territorialização do Novo Paradigma Educacional

Este projecto tem como parceiro a Secção de Museologia do Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e visa o aprofundamento da área de acção educacional, cultural e social do Museu do Papel Moeda em relação às freguesias circunvizinhas.

De uma forma global, o museu pretende actuar como agente de mudança de paradigma educacional, cultural e social. Neste novo conceito, repensa-se a relação do museu com as suas áreas circundantes: as freguesias de Nevogilde, Aldoar, Foz do Douro, Ramalde e Lordelo do Ouro. Pretende-se alterar a relação do Museu com os públicos escolares destas freguesias, especificamente, através das escolas.

Esta mudança deve ser estudada à luz das mudanças sociais que ocorreram e deve levar à avaliação das práticas do museu e das escolas, a perceber a profundidade da sua interacção social e a projecção cultural do programa do museu. Pretende-se uma mudança de atitude que deverá ser visível na abertura do museu ao investigar os interesses que venham a ser identificados como reais. Há, no entanto, um limite, ou seja, o trabalhar dos interesses revelados não deverá descaracterizar a missão e os objectivos do museu, mas antes cruzar-se com estes. Desta forma, a agenda da programação do museu será construída de acordo com as necessidades e expectativas dos professores e dos alunos.

O Museu acredita que esta nova agenda, em que é nítido o reforço do papel educacional e social por parte do museu, a nova programação pode ser decisiva para a inclusão social e para o combate ao abandono escolar e à indiferença das actividades culturais que se praticam dentro das suas áreas de residência.


O Museu agradece desde já a futura participação das alunas da Pós-Graduação em Museologia: Ana Afonso, Marta Gaspar e Filipa Leite.

Nenhum comentário: