quarta-feira, 16 de abril de 2008

Sessão Comemorativa do 11º Aniversário da Universidade Sénior da Foz

Dia 8 de Abril de 2008

Mesa de Honra
Sr.ª Dr.ª Maria Amélia Cupertino de Miranda – Presidente do Conselho de Administração da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda
Sr. Rui Cupertino de Miranda – Representante da Direcção da Universidade Sénior da Foz
Eminência Reverendíssima Sr. Dom Manuel Martins – Bispo Resignatário de Setúbal
Sr. Dr. Mário Cláudio – Escritor e Jornalista
Sr. Prof. Dr. Adriano Vasco Rodrigues – Professor de História da Arte

Abriu a sessão a Sr.ª Dr.ª Maria Amélia Cupertino de Miranda na qualidade de Presidente da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda congratulando-se com mais um aniversário da Universidade Sénior da Foz, saudando todos os presentes e, de um modo especial, os elementos da Mesa e as Sr.ªs Dr.ªs Maria José Coutinho e Isabel Bacelar fundadoras desta Universidade.
Fez uma breve resenha da vida da Universidade Sénior da Foz ao longo destes anos, desde o início nas instalações da Fundação até aos dias de hoje no Orfeão da Foz.
Fez referência ao bom relacionamento ao longo dos anos destas duas Instituições e as parcerias/sinergias que foram acontecendo.
Realçou o papel das anteriores direcções da Universidade desde o tempo das fundadoras até ao papel desempenhado pela anterior Directora – Sr.ª Dr.ª Ana Ferreira com a realização de muitas actividades conjuntas, destacando o “Entre Linhas… Entre Notas” que foi um evento muito interessante e bem conseguido.
Fez votos para a continuação de bom relacionamento entre ambas as Instituições e, depois de afirmar a abertura para colaborar em futuras realizações, desejou as maiores felicidades à Universidade Sénior da Foz.

O Sr. Rui Cupertino de Miranda como membro da Direcção da Universidade Sénior da Foz agradeceu a disponibilidade e colaboração da Fundação para a realização deste evento e realçou o acolhimento por parte da Sr.ª Dr.ª Maria Amélia Cupertino de Miranda para a festa do 11º aniversário da Universidade Sénior da Foz.
Em nome de toda a Universidade agradeceu esta grande abertura e fez, também, votos de que no futuro se possam manter estas boas relações.
Saudou e agradeceu a presença dos oradores presentes pela sua disponibilidade para colaborarem nesta festa.
Terminou fazendo uma resenha da história da USF desde o seu nascimento até aos nossos dias, salientando o papel decisivo das duas fundadoras presentes nesta sessão a quem agradeceu o muito que fizeram para o seu engrandecimento.
Finalizou agradecendo a presença de todos e, em particular, salientou o elevado número de alunos presentes.

O Sr. Dom Manuel Martins depois de saudar a mesa e o público presente, salientou o seu prazer por participar nesta festa tendo realçado que se tratava da terceira vez que foi convidado para estar presente, convites que sempre muito o honraram.
Disse “que falar da Universidade Sénior da Foz, sénior mas sempre jovem, ajuda-nos a não perder a consciência de nós e a ter a riqueza de todos os homens. Aqui sabemos onde estamos e o que queremos.
Esta Universidade é para muitas pessoas uma porta aberta à convivência, ajuda a pensar o que nunca pensamos, o que nunca fizemos, o que nunca sonhamos. Ela tem mantido tanta gente viva e ressuscitadas tantas outras.
Estas são razões mais que evidentes para a sua existência – dá-nos qualidade de vida.”
Falou também de um tema muito actual – Direitos Humanos dizendo “que não há direitos sem deveres. Quando peço, por exemplo, a paz estou a comprometer-me a respeitar os direitos dos outros.” Mais afirmou “ os direitos humanos radicam na dignidade do homem e fazem-se com avanços e recuos, recuos estes que, por vezes, levam a maiores e mais seguros avanços.”
Deixou-nos ainda alguns pensamentos para reflexão:
“Direito – é aquilo que se deve ao homem e se pode reclamar.”
“Dever – é aquilo que o homem deve dar aos outros.”
“Educar – é uma tarefa que nunca acaba assim como os Direitos Humanos”
“Liberdade – existem várias maneiras de liberdade. Sendo o direito ao afecto uma boa maneira de entendimento entre as pessoas”
“A conquista dos direitos humanos sempre foi alcançada com reacção e nunca adquiridos de mão beijada”
Assim terminou a sua exposição sua Eminência Reverendíssima.

O Sr. Dr. Mário Cláudio também manifestou a o seu prazer de estar mais uma vez presente em eventos da Universidade Sénior da Foz e, aproveitou a oportunidade, para cumprimentar todos os presentes na sala.
Da sua dissertação ficaram três ideias chave:
1) Frontalidade – na sua opinião, as pessoas devem assumir as palavras – sénior, idoso, velho como naturais e como um estado de vida como qualquer outro.
2) Agastamento – as várias idades do homem (homens/mulheres) leva, muitas vezes, em idades mais avançadas ao que chamou agastamento. Muitas vezes as pessoas já não são tão receptivas à critica, à censura, à reprimenda e, sobretudo, ao desgaste de uma relação que já não tem o calor de há muitos anos atrás e, por isso, surge a tensão, o mal estar ou seja o agastamento. E tudo porque a partir de certa idade nos concentramos mais em nós e menos nos outros.
3) Idade versus criatividade – a criatividade pode surgir muitas vezes com a idade e como forma de a superar, dando como exemplo Goya, Beethoven e Tolstoi que fizeram trabalhos maravilhosos já em idade bastante avançada.
Finalizou, destacando “ os velhos como capital activo “ e que o agastamento dos novos para com os velhos é uma forma de exclusão. Criticou a pedocrassia – o poder excessivo das crianças
Deixou-nos todas estas considerações para meditarmos/reflectirmos sobre a vida actual.

O Sr. Prof. Dr. Adriano Vasco Fernandes depois de cumprimentar a mesa e todos os presentes, dissertou sobre vários temas actuais dos quais destacamos alguns mais importantes:
- Direitos Humanos – os avanços da ciência e a esperança de vida.
- Desigualdades Sociais/Oportunidades – ricos cada vez mais ricos, pobres cada vez mais pobres.
- Estado Providência – entrou em crise com todas as suas consequências.
- Pessoas IN (Inclusão) ou OUT (Exclusão)
- Ocupação dos Reformados – as Universidades Seniores podem ser uma alternativa
Para terminar fez uma narrativa sucinta da história da Universidade Sénior da Foz.

Um comentário:

Rui disse...

Este foi mais um evento cultural, entre os muitos que a Universidade Sénior da Foz ( U.S.F.) sempre fez e continua apostada em fazer.Teve o patrocínio da Sra Dra Maria Amélia Cupertino de Miranda, Presidente do Conselho de Admninistração da Fundação Dr.António Cupertino de Miranda o que muito nos honrou.Contou também com a presença das distintas Fundadoras da U.S.F., Dras Mª José Coutinho e Isabel Bacelar o que foi uma mais valia.Os oradores contribuiram para o brilhantismo do evento.Foi uma tarde muito bem passada!!!