quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Glossário Fiduciário

Troca directa - troca de produtos por produtos.
Troca Indirecta
- troca de produtos realizada por intermédio de um terceiro bem por todos aceite.
Moeda - bem de aceitação generalizada, utilizado como intermediário geral nas trocas.
Moeda-mercadoria - moeda com valor intrínseco, ou seja, que tem valor mesmo que não seja usada como moeda.
Moeda metálica - moeda-mercadoria em metal.
Moeda cunhada - Moeda metálica em que é inscrito o seu valor facial.
Moeda principal - o seu valor monetário (facial) é igual ao valor metálico.
Moeda divisionária ou de trocos
- o seu valor monetário é superior ao valor metálico.
Moeda de papel representativa – o valor da moeda em circulação é igual ao valor dos depósitos em ouro e prata; a moeda é convertível convertível.
Moeda de papel fiduciária - o valor da moeda em circulação é superior ao valor dos depósitos em ouro e prata; a moeda é convertível.
Papel-moeda – moeda inconvertível e de curso forçado.
Moeda escritural – moeda constituída pelos depósitos à ordem existentes nos bancos comerciais, circulando através dos registos a débito e a crédito neles efectuados.
Cartão de débito - instrumento de pagamento que permite ao seu possuidor usar a sua conta de depósito à ordem para efectuar pagamentos ou levantar numerário.
Cartão de crédito - meio de adiar pagamentos para data e em condições acordadas com a entidade que o emitiu.
Desmaterialização da moeda - processo progressivo ao longo do qual a moeda foi perdendo o seu valor intrínseco, desligando-se de um suporte material e tornando-se, por fim, intangível.

Nenhum comentário: